Home Tutoriais Redes Aplicações e serviços da camada de aplicação


No artigo anterior vimos em linhas ferais o que era a camada de aplicação e de componentes estava composta. Bem, neste novo artigo vamos ver várias coisas:

  • Servidores
  • Protocolos
  • Modelo cliente / servidor
  • Redes e aplicações P2P

Todas elas relacionadas com a camada de aplicação.

Servidores

Para poder entender os dois pontos restantes, temos que ter claro o que é um servidor e para isso vamos dar aqui algumas pistas e dados que ajudem a torná-lo mais claro.

Um servidor é todo aquele dispositivo que responde a uma solicitação de aplicações de cliente.
Em geral, um servidor costuma ser um computador que contem muita informação para ser compartilhada com muitos sistemas clientes.

Cada servidor costuma ter um serviço ou processo denominado daemon, que se encarrega de escutar as solicitações, dar prioridades e executar as respostas nos formatos adequados.

Dependendo da finalidade de cada servidor, alguns vão requerer sistemas de segurança como usuário e senha, e por isso terão listas com os usuários e senhas permitidos para dar resposta às solicitações.

Protocolos da camada de aplicações

Temos que considerar que uma aplicação pode empregar vários serviços diferentes da camada de aplicação. Desta forma, um usuário envia uma solicitação e o servidor realmente pode chegar a receber muitas mas para essa única solicitação que faz o cliente.

Por outro lado, o servidor costuma receber várias solicitações de clientes distintos ao mesmo tempo e é aqui onde entram em jogo os protocolos.

Modelo cliente-servidor

Como já sabemos se, por exemplo, queremos ver uma página web a partir de nosso dispositivo móvel ou computador, primeiro temos que fazer uma solicitação ao servidor que contem essa informação. Bom, isto é basicamente no que consiste este modelo.O usuário faz uma solicitação ao servidor e este responde.

Este modelo se encontra dentro da camada de aplicação, já que é a forma mais direta que um cliente tem para receber informação. Os protocolos desta camada são os responsáveis de dar um formato a essas solicitações e respostas.

Para que fique mais claro, este tipo de modelo de rede pode ser nosso cliente de correio. Abrimos o cliente de correio e ele faz uma solicitação ao servidor de correio para que lhe envie os correios novos que tenha.

Dentro deste modelo de rede estaria o carregamento e o download de dados de um cliente para um servidor ou vice-versa.

Redes e aplicações P2P

Antes de explicar o que são as redes e aplicações ponto a ponto, deve-se dizer que são parecidas mas que na prática são diferentes.

Redes P2P:  Neste tipo de redes encontramos dois ou mais equipamentos conectados entre si por uma rede, mas não dependem de um servidor para compartilhar informação. Cada equipamento funciona como cliente e servidor ao mesmo tempo. As funções de cliente ou servidor são ativadas por solicitação. Um exemplo deste tipo de redes são as que temos em casa, ou seja, um par de computadores conectados entre si para compartilhar arquivos. Inclusive se colocamos uma impressora em um equipamento e a compartilhamos, também estaríamos falando de rede ponto a ponto. (ATENÇÃO, desde que a impressora esteja conectada a um equipamento de forma direta e não à rede). O problema deste tipo de redes é a segurança, já que cada equipamento deve administrar sua própria segurança por não ter um servidor que centralize as solicitações, as contas de usuário e suas senhas.

Aplicações P2P: Uma aplicação ponto a ponto permite que um dispositivo atue como cliente ou como servidor dentro da mesma comunicação. Neste tipo de aplicações cada cliente é um servidor e cada servidor é um cliente. Este tipo de aplicações requerem uma interface de usuário, embora depois tenham serviço sendo executado em segundo plano. Este tipos de aplicação pode se dar entre as redes cliente-servidor, nas redes ponto a ponto e na Internet. Um exemplo deste tipo de aplicação seriam as já mundialmente conhecidas como aplicações de intercambio de arquivos (Emule, Torrent, etc) ou os sistemas de mensageria instantânea (Messenger, WhatsApp, etc)

No próximo artigo veremos exemplos de serviços e protocolos da camada de aplicação. Este artigo será algo mais técnico mas, espero, tão interessante quanto os escritos até o momento.

Fonte: http://www.criarweb.com/artigos/aplicacoes-servicos-camada-aplicacao.html

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.