Home TI News Caso Neon Eletro: denúncia já está mobilizando setores da sociedade


Há alguns dias atrás, uma denúncia feita pelo site de notícias Gizmodo sobre a Neon Eletro, uma loja virtual que não estava entregando os produtos vendidos, lesando seus clientes. E a repercussão do caso já surtiu efeito.

A ONG PROTESTE, através de um press release divulgado na última quinta (dia 28 de fevereiro), informa que já encaminhou ao Ministério Público de São Paulo as reclamações de associados por “falhas na prestação de serviços e conduta abusiva, em claro descumprimento às ofertas apresentadas”.

O pedido da PROTESTE foi feito porque a empresa continua a fazer novas vítimas – já que o site ainda está ativo e seus produtos continuam sendo anunciados em portais e canais de televisão – e não soluciona os problemas pendentes.

Comunicado e direito de resposta

Devido à denúncia, a empresa está veiculando um comunicado sobre seus problemas de entrega, que, segundo ela, afeta apenas 5% dos compradores. O anúncio, porém, não cita os outros questionamentos levantados.

A Neon Eletro também entrou em contato com o Gizmodo Brasil exigindo direito de resposta, mas o site aguarda ainda um posicionamento da empresa em relação ao caso. A companhia não se posicionou também em relação as 12 perguntas encaminhadas ao seu departamento jurídico.

Aguardando mais informações

O UOL foi questionado pelo Gizmodo sobre a veiculação da propaganda da Neon Eletro no portal. Segundo a empresa, eles não têm controle e nem se responsabilizam pelos anúncios divulgados em espaços publicitários de terceiros.

O SBT, que também fechou contrato de publicidade com a Neon Eletro, não se posicionou. As empresas que tem seus produtos vendidos no site (Apple, Samsung, Sony, entre outras) também foram contatadas, mas o site ainda não obteve respostas de nenhuma delas.

O delegado continua investigando o caso e até concedeu uma entrevista ao site ReclameAqui sobre golpes virtuais.

[Atualizado] Receita Federal apreende produtos

A Receita Federal de Bauru apreendeu 492 mil reais em produtos na sede da empresa Neon Eletro, como apurou o jornal onlne, fechado para assinantes, Comércio de Jahu. De acordo com informações obtidas pelo jornal, foram encontrados diversos produtos importados e também nacionais com notas fiscais.

No entanto, nos produtos importados havia documentos incompletos e por isso a empresa pode perdê-los se não conseguir comprovar legalmente sua origem. Até o momento, o site da loja ainda permanece ativo.
Fonte: http://www.tecmundo.com.br/comercio-eletronico/37182-caso-neon-eletro-denuncia-ja-esta-mobilizando-setores-da-sociedade.htm#ixzz2MUif02hR

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.