Home Tutoriais Gerência de TI Ciclo de vida do MOF


O ciclo de vida do MOF é apresentado com base no seu Modelo de Processo, veremos neste artigo os passos que compõem o ciclo, seus detalhes e características. Quero lembrar também que no decorrer de nosso aprendizado irei abordar o Modelo de Equipe e a Disciplina de Gerenciamento de Riscos, porém neste momento o ideal é focarmos nossa atenção nas características apresentadas pelo Modelo de Processo, pois será com base nelas que nós entenderemos todo o conjunto da documentação do MOF. A intenção do Modelo de Processo do MOF é simplificar a abordagem dos processos, procedimentos e comunicação, complexos e dinâmicos, de um ambiente de operações com uma representação simples e de fácil entendimento que pode ser aplicada em organizações de qualquer tamanho.

Os princípios do Modelo de Processo

Para entregar e suportar os Serviços de TI o Modelo de Processo se baseia em quatro princípios, que são:

Structured Architecture – Arquitetura Estruturada
O modelo é formado por uma arquitetura que permite entre outros a integração entre os processos, gerenciamento constante do ciclo de vida de um projeto e a definição de funções e responsabilidades.

Rapid Life Cycle (Iterative Improvement) – Ciclo de vida rápido (Melhoria contínua)
Para suportar a demanda de constantes mudanças de negócio em uma organização que busca estar sempre se mantendo competitiva e inovadora o ciclo de vida do MOF funciona de uma forma rápida e espiral mantendo atividades operacionais chaves divididas em quatro quadrantes com a intenção de permitir que estas rápidas mudanças sejam realizadas e avaliadas continuamente, visando claro, a melhoria contínua do ambiente de operações.

Review-driven Management – Gerenciamento de Revisões-direcionadas
Para auxiliar o gerenciamento de um ambiente de TI o MOF conta com várias técnicas e métodos sugeridos nas Service Management Functions – SMFs, Funções de Gerenciamento de Serviços, porém apenas colocar em prática estas recomendações não garante que a organização estará aproveitando ao máximo seus investimentos feitos TI. Por isso o ciclo de vida conta com quatro pontos-chave chamados de Operations Management Reviews – OMRs, Revisões do Gerenciamento de Operações, que permitem avaliar o desempenho das atividades realizadas durante o ciclo do projeto e as atividades do dia-a-dia, fornecendo orientações detalhadas para isso.

Embedded Risk Management – Gerenciamento de Riscos Embutida
Com base na Disciplina de Gerenciamento de Riscos o MOF aplica suas orientações para cada uma de suas SMFs do Modelo de Processo e Funções do Modelo de Equipe.

Resumo: O Modelo de Processo do MOF segue quatro princípios, o primeiro é ter uma arquitetura estruturada que permite integração entre processos, gerenciamento constante do ciclo de vida e definição de funções e responsabilidades. O segundo princípio se baseia num ciclo de vida com uma iteração rápida que permite aplicar mudanças com a velocidade que o negócio precisa mantendo sempre uma melhoria contínua para um ambiente de operações. Já o terceiro princípio se apóia nas OMRs para gerenciar o andamento de seus processos na aplicação das recomendações descritas pelas SMFs avaliando o desempenho das atividades realizadas pela operação. Por fim o quarto princípio garante que o Gerenciamento de Riscos estará presente em todos os pontos do ciclo seguindo as orientações da Disciplina de Gerenciamento de Riscos.

Entendendo o Ciclo

Agora já sabemos que o ciclo de vida do MOF conta com um diagrama que é apresentado no Modelo de Processo, este ciclo segue quatro princípios que buscam em conjunto representar de forma simples e de fácil entendimento a abordagem dos processos, procedimentos e comunicação em um ambiente de operações. Agora vamos conhecer os três elementos chaves que formam a arquitetura deste diagrama. Veja:

Figura 1 – Diagrama do Modelo de Processo com as OMRs e as SMFs.

Quadrantes

As atividades de operações são definidas e agrupadas em quatro quadrantes, cada um com um foco em determinados processos e tarefas. Estes quadrantes são:

• Changing
• Operating
• Supporting
• Optimizing

Operations Management Reviews – OMRs (Revisões do Gerenciamento de Operações)

São quatro pontos-chave no ciclo de vida que funcionam como milestones, permitem avaliar o desempenho das atividades realizadas. Estas OMRs são:

• Release Readiness Review
• Operations Review
• Service Level Agreement (SLA) Review
• Change Initiation Review

Service Management Functions – SMFs (Funções de Gerenciamento de Serviços)

O principal componente do Modelo de Processo, são no total 21 SMFs divididas entre os quatro quadrantes que apresentam um conjunto de atividades específicas e prescritivas para cada função. Estas SMFs são:

• Change Management
• Configuration Management
• Release Management

• Service Monitoring and Control
• System Administration
• Network Administration
• Directory Services Administration
• Security Administration
• Storage Management
• Job Scheduling

• Service Desk
• Incident Management
• Problem Management

• Service Level Management
• Capacity Management
• Availability Management
• Security Management
• Infrastructure Engineering
• Financial Management
• Workforce Management
• IT Service Continuity Management

Obs.: Não se preocupe agora com todos estes detalhes sobre os Quadrantes, as OMRs e as SMFs, tudo será explicado aos poucos nos próximos artigos.

Conclusão

Estes três elementos do Modelo de Processo são muito importantes para entendermos o ciclo de vida do MOF, portanto nos dois próximos artigos vamos estudar com mais detalhes os quadrantes do Modelo de Processo e as Operations Management Reviews – OMRs, Revisões do Gerenciamento de Operações, para enfim começarmos a falar sobre cada uma das 21 Service Management Functions – SMFs.

Fonte: http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/clebermarques/mof004.asp

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.