Home Tutoriais Gerência de TI Como potencializar sua Criatividade


Paul abriu os olhos e se mexeu um pouco mais entre os lençóis. Tinha na cabeça uma melodia de jazz. Tinha sonhado com ela, que estranho, seria sua? Não lhe parecia familiar, mas tinha boa cara. Em todo o caso, se levantou ainda sonolento e esboçou os acordes com um piano que havia no dormitório. Batizou a canção de “Ovos mexidos”. Depois repetiu-a mais vezes mentalmente para assegurar-se de poder reproduzi-la mais tarde e desceu para tomar o café da manhã .

Como não estava seguro de tê-la composto realmente, perguntou a seus amigos se a tinham escutado alguma vez. Nesse momento não podia nem imaginar, mas acabava de criar a que acabaria sendo a canção com mais versões de todos os tempos, segundo atesta o livro Guinness dos records. O título foi mudado finalmente para “Yesterday”.
Esta pequena historia ilustra como funciona nossa mente e como as melhores ideias podem abordar você no momento mais inesperado. As musas são caprichosas…ou não?

A criatividade transformou a historia da humanidade. Desde uma perspectiva evolutiva, o que diferencia o homem de outros animais não é a capacidade para aprender do mundo, mas a possibilidade de imaginar outros mundos.

Talvez você esteja pensando que isso da criatividade não tem a ver com você. Algumas pessoas são certamente mais criativas que outras, mas todos possuímos esta habilidade em maior ou menor grau. O enfoque criativo não só se circunscreve a aspectos artísticos, mas também ajuda a enfrentar com sucesso problemas cotidianos. Por exemplo, Microsoft propunha este exercício em seus questionários de RR.HH. para medir a criatividade dos candidatos: “Explica por que as tampas das redes esgoto são redondas”.A solução, ao final do artigo.

Infelizmente, não existem receitas infalíveis para acender o fio da criatividade. Há demasiadas variáveis na equação e no processo intervêm diferentes áreas do cérebro de forma simultânea, de modo que é extraordinariamente complexo e difícil de estudar. No entanto, hoje conhecemos muitos detalhes sobre nossa mente que nos podem facilitar enormemente a tarefa. Você quer saber como? Vamos lá.

Aprende

Comecemos por uma obviedade: você não pode escrever um romance se não sabe escrever novela, nem tampouco pode inventar uma linguagem de programação se nunca utilizou um computador na sua vida. Portanto, a formação é essencial para a criatividade, embora não a garanta. Quanto mais você souber, mais possibilidades terá de produzir algo realmente inovador. E lembre-se que para romper as regras, primeiro há que conhecê-las.

Segundo o autor Malcolm Gladwell, o fator determinante para o sucesso em qualquer área é praticar, praticar e praticar. Ele o chama “a regra das 10.000 horas”, que são as que estimou que você tem que trabalhar para se converter em um superclasse no seu campo. Quanto mais se estuda a ciência das vidas dos gênios, mais se torna patente que seu talento não procede tanto de um dom inato, quanto do ensaio e da prática constantes. A propósito, os Beatles tocavam rock and roll durante oito horas por dia, todos os dias, em espeluncas de Hamburgo antes de alcançarem a fama.

Relaxe e divirta-se

A rotina e o excesso de trabalho são inimigos da criatividade. Ademais, o estresse intenso libera hormônios que chegam ao cérebro, bloqueando a memória (J. Ledoux, 2011). Pequeno inconveniente.

Igual ao exemplo da introdução, o estado mental mais propicio é o de total relaxamento; como quando você despertas pela manhã (sem o despertador), enquanto você toma um banho de espuma ou através da meditação. Segundo uma pesquisa financiada por Adobe, 75% dos entrevistados declararam estar ocupados demais para ser criativos em seus postos de trabalho. Muitas grandes empresas conhecem bem este problema e oferecem a seus empregados a possibilidade de jogar uma partida de totó ou tirar uma sesta em um cadeira de massagem nas horas de trabalho, é que as boas ideias podem valer milhões. Agora você já tem bons argumentos para apresentar a seu chefe na próxima reunião interna. Sorte!

Desenhe um mapa de ideias

Assim que você conseguiu o estado mental adequado, trace uma elipse no centro de um folio em branco com o nome do problema em seu interior e comece a distribuir ramificações a partir daí em todas as direções, à medida que vão chegando mais e mais ideias derivadas das anteriores, como em uma estrutura fractal. Não se obrigue a seguir uma determinada bifurcação, dado que a mente não funciona assim, e é possível que você tenha que saltar constantemente de um conceito a outro muito distinto; você desenvolverá os temas mais adiante. Assim você se assegura de que uma ideia súbita não vai sair da sua mente para sempre. Eu mesmo segui este método antes de escrever o presente texto.

Mude de hábitos regularmente

Compre um livro de cozinha peruana, visite museus, um dia vá ao trabalho de bicicleta, caminhe pelo parque, vá almoçar com um cliente, aprenda um novo jogo, visite outra cidade, leve sempre uma caderneta para anotar novas ideias (o gravador do seu celular também serve)…todas estas atividades são estimulantes para o cérebro e farão florescer sua criatividade.

Inspire-se

Paul McCartney escutou centenas de temas de jazz que seu pai colocava em casa. Os Beatles eram uma banda de rock, mas sua ampla cultura musical conseguiu que inovassem mais que qualquer outro grupo de sua época, acrescentando violoncelos, cítaras, trompetes ou fitas passadas ao contrário. Frank Lloyd Wright se tornou famoso por projetar fazendas baseadas na disposição das edificações da cultura Maia. As esculturas dos antigos iberos inspiraram a pintura cubista de Picasso …a lista de exemplos pode ser interminável.

Segundo um estudo que Sam Gosling, da universidade de Texas, realizou, as pessoas tidas como muito criativas não têm mais livros do que o resto, porém a classe de temas e estilos encontrados nas suas bibliotecas resultou ser muito mais amplo que a media. Assim que você já sabe, se você vai desenhar uma página web, visite os sites dos melhores designers gráficos e desseque seus métodos, e se você quiser se sobressair do resto, estude outras artes y olhe o mundo com renovada curiosidadeCultura über alles!

Conheça pessoas novas

Experimentos conduzidos separadamente por C. Nemeth & M. Ormiston e por HS. Choy & L. Thompson sugerem que a inclusão em uma equipe de trabalho de, pelo menos, um membro novo, intensifica o número de ideias produzidas pelo grupo. Não tenha medo de introduzir uma pessoa muito diferente no departamento,freaks ao poder! Isso sim, se você quiser melhores soluções, faça com que pensem primeiro por separado. Quando um sujeito está integrado em um grupo, é mais provável que se refugie em um segundo plano e aporte menos ideias do que trabalhando em solitário, quando ele é o único responsável.

Mude a perspectiva

Um método interessante para abordar um problema (R. Wiseman, 2009) consiste em tratar de imaginar que tipo de soluções tomaria uma terceira pessoa: um diretor de cine, um comediante, um editor ou sua tia de Madureira. Assuma esse papel por um momento e depois pense na decisão contrária. A mudar a perspectiva, você abre o campo a novas ideias e conexões que podem resultar inovadoras. Outro procedimento análogo consiste em aplicar a regra do“é como si…” (por exemplo, desenhar um web site é como construir um edifício).

Ponha o subconsciente para trabalhar

Esta técnica é a minha favorita. Apaga seu telefone móvel e isole-se do mundo para se concentrar intensamente no problema que quer resolver. Quando chegue a um ponto que você previu de forma racional todos os enfoques e não dá mais, deixe por completo a tarefa e dedique-se a outra atividade completamente diferente, como ir ao cine, preparar uma comida ou jogar uma partida de squash. Quando você voltar ao trabalho, verá que as ideias fluem com muita mais facilidade e aparecem enfoques não previstos com anterioridade. Isto acontece porque, ainda que nosso cérebro consciente estivesse ocupado em outros afazeres, nosso subconsciente seguiu trabalhando no problema em um segundo plano. Parece magia, mas funciona.

Pense verde

Tudo bem, admito que isto soa estranho, mas acontece que se você decora seu escritório com plantas, elas tornarão você mais criativo, ou pelo menos este é o resultado dos experimentos levados a cabo pelos psicólogos japoneses S. Shibata e N. Suzuki. Porém, isso não é tudo, inclusive se as paredes de seu lugar de estudo estiverem pintadas de verde ou se você tem um fundo de escritório com fotos de natureza, você consegue este mesmo efeito. As plantas nos produzem uma sensação de calma e isto, ao que parece, procede da época em que uma abundancia de vegetação significava um abastecimento seguro de alimentos, o que faz com que as pessoas se tornem que mais generosas, criativas e felizes.

Fonte: http://www.criarweb.com/artigos/potencializar-creatividade.html

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.