Home Tutoriais Desenvolvimento Configuração de PHP com Apache em Windows, como CGI


Este artigo trata de como configurar PHP e Apache para que trabalhem conjuntamente num sistema Windows. Este artigo também assume que há um servidor Apache configurado num sistema Windows, e que funciona corretamente.

Existem duas formas de configurar PHP para trabalhar com Apache, instalar como um módulo ou instalar como um CGI. Neste artigo vamos ver como instalá-lo como um CGI.

Para instalar PHP como um CGI temos de seguir os seguintes passos:

Em primeiro lugar, temos de fazer download do PHP desde a página php.net. Existem duas versões, uma que tem um instalador, e outra que é um ficheiro ZIP. Optamos pela segunda hipótese.

Uma vez descarregado o ficheiro temos que descomprimi-lo dentro de uma pasta que não tem que estar dentro do path do Apache. Este artigo assumirá que se descomprime dentro duma pasta C:PHP. Verificar que o conteúdo do ficheiro ZIP não fica num subdiretório da pasta C:PHP, mas sim directamente no directório raiz da dita pasta.

Na pasta C:PHP encontra-se um ficheiro chamado PHP4ts.dll, há que movê-lo para dentro da pasta C:Windowssystem ou C:winntsystem.

A seguir, dentro da pasta c:php encontra-se um ficheiro chamado php.ini-recomended. Temos de copiar este ficheiro para dentro da pasta C:Windows, e renomeá-lo a php.ini

Neste ficheiro encontra-se toda a configuração de PHP, e todas as modificações na configuração de PHP (mostrar erros, variáveis globais, etc…) encontram-se dentro deste ficheiro.

É muito recomendável mudar a directiva display_errors que como valor pré-definido está em OFF, e pôr em ON, para poder ver os erros que se produzem nas páginas durante o desenvolvimento. Para um servidor em produção é conveniente deixá-la em OFF.

Uma vez feito isto, resta indicar-lhe ao Apache, onde se encontra instalado o PHP, para isso temos de editar o ficheiro httpd.conf que se encontra dentro da pasta conf, na pasta de instalação do apache (C:Program FilesApache GroupApache2conf).

Abrimos o ficheiro, situamo-nos no final do mesmo e escrevemos as seguintes linhas: ScriptAlias /php/ “c:/php/”
AddType application/x-httpd-php .php
Action application/x-httpd-php “/php/php.exe”

Aqui indicamos onde se encontra o executável de php, e como associá-lo aos ficheiros php que se encontrem dentro do Apache.

A continuação é reiniciar o servidor Apache, e já esta!

Por último, para comprovar a nova instalação, recomenda-se criar um ficheiro php com o seguinte conteúdo:

<? phpinfo(); ?>

A seguir guardamo-lo dentro da pasta raiz de documentos do Apache (C:Program FilesApache GroupApache2htdocs), com um nome terminado em .php, por exemplo info.php

Para executá-lo, através de um navegador, escrever o endereço http://localhost/info.php.

Devia aparecer um ecrã como o que se mostra a seguir.

Se virmos isto correctamente é porque tudo correu bem e temos PHP perfeitamente instalado no nosso servidor Apache.

Nota: Este tipo de instalação de PHP sobre Apache é pouco recomendável por motivos de segurança. Podemos segui-la para configurar PHP em local, com a intenção de fazer as nossas páginas web, mas nunca se vamos utilizar o servidor num entorno de produção, isto é, num servidor que se encontre permanentemente conectado a Internet servindo páginas a todo tipo de usuários. Seria necessário instalar PHP como um módulo de Apache, em lugar de CGI, para dotar ao sistema de uma maior segurança, e também mais potência.

Se tivermos problemas para instalar PHP e os programas relacionados no nosso sistema, sempre podemos optar pela opção mais rápidas, que é instalar um pacote que inclui tudo o necessário para começar. Poderemos encontrar tudo explicado numa guia gratuita com vídeos muito instrutivos e recomendáveis que nos ensinam a instalar PHP, Apache, MySQL e outras aplicações.

Fonte: http://www.criarweb.com/artigos/74.php

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.