Home Tutoriais Banco de Dados Criação de uma base de dados. Migração para SQL Server


Iniciaremos WebMatrix e selecionaremos criar um novo projeto baseando-nos em um layout (Template)

Dentro dos layouts disponíveis escolheremos Site vazio (Inglês), lhe daremos o nome de MercadoDoAutomovel (optamos por tirar o acento) e clicaremos sobre o botão OK.

 

Inicialmente encontraremos na visão de Site. Clicamos sobre Databases e passamos a visualizar o painel de Databases. Inicialmente, como seria de esperar, não existe nenhuma em nosso projeto, só veremos a referencia da entrada de nosso projeto (MercadoDoAutomovel, neste caso) e Other Connections, selecionamos, se ainda não estiver, a referencia de nosso projeto.

Para criar uma nova base de dados temos duas possibilidades:

  • Na área da direita, clicando sobre Add para database to your site.
  • Clicar sobre o botão New Database na aba Home.

Em quaisquer das formas, aparecerá uma referencia da nova base de dados, com o mesmo nome do projeto; mudaremos o nome para Vendas-2010-01-06 e pressionaremos a tecla Retornar.

 

O passo seguinte é definir a estrutura da base de dados. Essencialmente se trata de criar as suas tabelas e o conteúdo dos registros (campos ou filas).

Novamente temos duas posibilidades:

  • Clicar duas vezes sobre o nome da base de dados para mostrar a entrada Tables. Posteriormente, clicar com o botão direito do mouse sobre Tables e selecionar New Table.
  • Posicionar-nos sobre a entrada Tables, clicando sobre ela e posteriormente clicar sobre o botão New Table na aba Home.

Nas duas maneiras, nos aparecerá no painel da direita uma escala de entrada de dados para especificar tanto seu nome quanto os nomes dos campos e suas propriedades. No nosso caso, preencheremos assim:

  • Como nome da tabela, Primeiro_Semestre.
  • Uma primeira coluna denominada Marca, de tipo nvarchar (50), ou seja, que admitirá caracteres nacionais de uma longitude máxima de 50. Deixamos o Defaulf Value como Null, e a marcamos como Primary Key.
  • Uma segunda coluna denominada Vendas, de tipo int.

Finalmente, sairemos salvando , ou clicando sobre o ícone correspondente na barra de título ou então pressionando Ctrl+S.

 

Finalmente veremos a referencia da nova tabela sob a epígrafe Tables na árvore da base de dados anteriormente criada, como se aprecia na próxima figura .

 

 

Nota: Uma vez definida a estrutura de uma tabela, poderemos alterá-la, ou selecionando-a na árvore de bases de dados, pressionando com o botão esquerdo do mouse e escolhendo Definition; ou então clicando sobre o botão Definition na aba Table.

 

Se já desejamos introduzir os dados na tabela poderemos fazê-lo em seguida.

Desta vez temos três possibilidades:

  • Clicar duas vezes sobre a entrada Tables para mostrar as diversas tabelas existentes. Posteriormente clicar com o botão direito do mouse sobre a tabela na qual queremos adicionar dados e selecionar Data.
  • Posicionar-nos sobre o nome a tabela ( clicando sobre ela) e finalmente clicar sobre o botão Data para a aba Table.
  • Clicar duas vezes sobre o nome da tabela.

Nos mostrará a escala da tabela, inicialmente vazia. Ali escreveremos os seguintes valores (para nosso exemplo):

 

Marca Vendas
SEAT 64340
Volkswagen 61020
Peugeot 59999
Renault 58012
Citroën 57959
Ford 55877
Opel 50690
Toyota 34059
Audi 28435
Nissan 27762

 

Se agora clicarmos sobre Files e desdobrarmos a nova pasta criada automaticamente, App_Data, veremos a referencia do arquivo da base de dados que acabamos de criar. (Se não estiver visível, pressione com o botão direito do mouse sobre o nome do projeto e clique sobre Refresh).

 

 

Nota: Antes de prosseguir, vamos salvar uma copia da base de dados criada, com a finalidade de utilizá-la em projetos posteriores. Para isso, copiaremos o arquivo da base de dados, clicando com o botão direito do mouse sobre ele e selecionando Copy e o colaremos, por exemplo, na pasta Documentos, à que se acessa selecionando na área de trabalho de Windows InicioDocumentos

Com isto teremos finalizado nosso trabalho de criação de uma base de dados SQL. Mas ainda poderemos desejar dar um último passo, sua migração.

A migração para SQL Server implica na publicação da base de dados no servidor SQL que tenhamos instalado. Portanto, é condição necessária que seja assim; com WebMatrix pelo menos podemos dispor de SQL Server Express.

Os passos a seguir são muito simples:

  • Clicar sobre Databases para ir para a visão do tal painel.
  • Selecionar, clicando sobre a base de dados que queiramos migrar, no nosso caso Vendas-2010-01-06.sdf.
  • Clicar sobre o botão Migrate, na aba Home.
  • Se abrirá a caixa de diálogo MIgrate Database, como se vê na próxima figura.

Normalmente bastará preencher o que se observa na figura e prosseguir clicando sobre o botão OK.

A menos que tenhamos instalado SQL Server 2008 ou que desejemos algum tipo de proteção especial por senhas para o acesso à nossa base de dados. Deverá consultar-se, nesse caso, o administrador do sistema.

 

Depois de alguns instantes, desaparecerá a caixa de diálogo e se tudo tiver ido bem , estaremos de volta ao painel Databases, na parte inferior nos mostrará a informação de que tudo foi bem. A migração acabou.

 

Ainda há algo mais que considerar, depois de migrar a base de dados também muda a própria aplicação. Esta passa a ser uma conexão para a base de dados migrada (veja o exemplo posterior correspondente para mais detalhes) e a base de dados deixa de estar como tal na pasta App_Data, passando a denominar-se, no nosso exemplo, Vendas-2010-01-06.sdf.old. Ou seja, fica simplesmente como uma cópia de respaldo sem funcionalidade e que poderemos salvar, manter no lugar ou, apenas, deletar.

Fonte: http://www.criarweb.com/artigos/migracao-sql-server.html

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.