Home Matérias / Concurso Certificações DicasLPI: Trabalhar na linha de comando I


Variáveis pré-definidas

São variáveis do Bash que armazenam informações sobre a sessão corrente. É possível atribuir valores a variáveis para que fiquem no ambiente de um subprocesso (comando) particular, da seguinte maneira:

Exemplo:

PATH=/root/sis progs02

Fará com que o programa progs02 seja procurado e executado a partir do endereço /root/sis.

Variável-descrição

    DISPLAY – Determina em qual display do X o programa deve exibir suas janelas;

    HISTFILE – Caminho para o histórico de comandos do usuário;

    HISTFILESIZE – Número máximo de linhas do history file;

    HISTSIZE – Número máximo de comandos a ser mantido;

    HOSTFILE – Contém o nome de um arquivo no mesmo formato

    que o arquivo /etc/hosts, lido quando o Bash precisa completar

    um nome de um host.

    HOSTNAME – Nome do host corrente;

    HOME – Caminho para o diretório pessoal do usuário;

    LOGNAME – O nome que o usuário usou para entrar no sistema;

    PWD – O diretório atual;

    TMOUT – Quando tiver maior que 0, este será interpretado como o número

    de segundos que o Bash esperará por uma entrada, após ter exibido o prompt.

Outras variáveis embutidas no Bash funcionam como comandos, devolvendo valores largamente utilizadas em scripts:

$! : PID do último processo executado;

$$ : PID do shell atual;

$? : Retorna o valor 0 se o último comando foi bem sucedido, ao contrário, retorna o valor 1;

~ : Corresponde ao diretório pessoal do usuário atual;

~marcos: Corresponde ao diretório pessoal do usuário chamado marcos.

Comandos sequenciais

A grande maioria das tarefas depende da execução de mais de um comando. Na execução de três comando em sequência, independente do resultado de cada um, utiliza-se o formato:

comando1 ; comando2 ; comando3

Executar o comando mediante o anterior for bem sucedido:

comando1 && comando2 && comando3

Executar o comando mediante o anterior não for bem sucedido;

comando1 || comando2 || comando3

Próximo artigo iremos falar sobre referências e manuais. Não perca!!!

Fonte: http://imasters.com.br/gerencia-de-ti/certificacoes/dicaslpi-trabalhar-na-linha-de-comando-parte-03/

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.