Dentre as funções orgânicas, aquelas que possuem oxigênio estão entre as mais numerosas e mais importantes.

1. Álcoois

São funções com um radical hidroxila (-OH) ligado a um carbono saturado. Na nomenclatura oficial apresentam o sufixo ol.
[Obs.: carbono saturado é aquele que possui somente ligações simples.]
-OH → sufixo ol.

Exemplos:

CH3 – OH → metanol.

CH3 C – CH2 OH → etanol.

2. Fenóis

 

São funções com um ou mais radicais hidroxila (-OH) ligado(s) a um anel aromático. Na nomenclatura oficial apresentam o prefixo hidroxi.

Página 3

3. Aldeídos

São funções com um radical carbonila (-CHO) na extremidade da cadeia. Na nomenclatura oficial apresentam o sufixo al.

Exemplos:

Página 3
Página 3

4. Cetonas

São funções com um radical carbonila (-CO) no meio da cadeia. Na nomenclatura oficial apresentam o sufixo ona.

Exemplos:

Página 3
Página 3

5. Ácidos carboxílicos

São funções com um radical carboxila (-COOH). Na nomenclatura oficial apresentam o sufixo óico e são precedidos da palavra ácido.

Exemplos:

Página 3
Página 3

6. Ésteres orgânicos

São funções com um radical (-COO-). Na nomenclatura oficial apresentam o sufixoato.

Exemplo:

Página 3

 

7. Éteres

 

São funções com dois radicais orgânicos ligados a um único oxigênio (-O-). Sua nomenclatura oficial será a nomenclatura do primeiro radical com o sufixo oxi seguido da nomenclatura do segundo radical.

Exemplo:

Página 3

Fonte: UOL Educação