Home Matérias / Concurso História História Antiga – Roma, Mesopotâmia


Mesopotâmia é a região do Oriente Médio que compreende os vales e planícies entre os rios Tigres e Eufrates, que deságuam no Golfo Pérsico. Mesopotâmia do grego quer dizer “terra entre rios”. E hoje equivale ao território do Iraque e proximidades. Nessa região é que têm o registro das primeiras civilizações, perto de 400 a.C. Neste período começa a estruturar-se o Estado, o surgimento da escrita,o desenvolvimento da economia comercial e a utilização da roda,nos veículos.Além do desenvolvimento de um complexo sistema hidráulico que favorecia a utilização dos pântanos, evitando as inundações e garantindo o armazenamento de água para os períodos de seca.

O desenvolvimento propiciou o crescimento nas cidades, algumas superando o número de 10 mil habitantes. As cidades também serviam de defesa militar, centralização do poder e controle das populações.

Visto que a maioria das cidades tinham muralhas, estas serviam de proteção e também de comando sob a população.

 

POVOS

 SUMÉRIOS (3.500 – 2.550 a.C.)

Estes vieram do planalto do Irã, fundaram importantes cidades autônomas, que eram mais como estados independentes. Entre algumas estão: Ur, Uruk, Eridu, Lagash. A população nestas cidades variava entre 10 mil a 50 mil habitantes. No caso da cidade de Ur , a população chegou a 200 mil habitantes.

Cada cidade tinha um PATESI, um representante político, com funções políticas e militares. Era auxiliado pelos sacerdotes do templo e altos funcionários. Ele controlava as construções civis e hidráulicas, administrava os tributo da população.

Mas esses governantes não eram considerados deuses-vivos, antes eram considerados seus intermediários ou representantes dos deuses da terra. Os deuses que eram considerados donos das terras. Nos templos nas cidades, haviam as ZIGURATES – pirâmides de tijolos maciços- que serviam de santuários e meio de comunicação entre deuses e humanos, Eram erigidos como meio de homenagear e agradecer o deus patrono de cada cidade.

Entre algumas realizações culturais dos sumérios, temos:

  • ESCRITA: escrita cuneiforme, feita em argila mole, com um estilete em forma de cunha. Foi utilizado nas relações comerciais com os povos do Mediterrâneo e do vale do Indo. Com o tempo passou a ser usada não só no comércio, mas em textos religiosos, literários e jurídicos.
  • INVENÇÃO E USO DA RODA: antes os veículos dos Sumérios eram trenós puxados por animais . por isso a necessidade de melhorar e acelerar os transportes os levou a utilizar a roda. Isso serviu para acelerar as comunicações por meios terrestres e revolucionar os meios de locomoção da época.

ACÁDIOS OU ACADIANOS (2.550 a.C.- 2100 a.C.)

Um ponto fraco dos Sumérios, foi as constantes guerras pelo poder da região. Isso abriu caminho para os acádios se fortalecerem.E por volta de 2.550 a.C., começa as invasões acadianas às cidades sumérias.Comandados pelo rei Sargão I, as cidades sumérias foram conquistadas, ele conseguiu unificar politicamente o centro e sul da Mesopotâmia, dando origem ao primeiro império mesopotâmico, que expandiu desde o Golfo Pérsico até o norte da Mesopotâmia. Com essas expansões, Sargão I, tornou-se conhecido como “ o soberano dos quatro cantos da terra”. Com essa união de povos( do império acadiano mais a cultura sumeriana) , o resultado foi notado na escrita, com destaques para os registros da nova língua- semítica- junto com caracteres cuneiforme.

Embora esse império tenha tido poder , não durou muito. Assim como os Sumérios , as revoltas internas ajudaram a enfraquecer o governo que em 2100 a.C., desapareceu.

 

AMORITAS(ANTIGOS BABILÔNICOS(2000 a.C.-1750 a.C.)

Os amoritas foram uns dos invasores do a acádios. Vieram do deserto da Arábia e estabeleceram na cidade de Babilônia, sendo depois denominados , babilônios. No início houve muitas disputas, pois eles tinham de conquistar as outras cidades- estados. Estas lutas foram até meados do século XVIII a.C.

Nesta época, o rei mais conhecido e importante de Babilônia surge: Hamurábi. Ele expandiu o território desde o Golfo Pérsico até o norte da Assíria. A unificação de toda a região , abri a base para o 1º império babilônico. Neste , é elaborado o primeiro código jurídico escrito da humanidade, então conhecido:

 

Código Hamurábi – que tinha o objetivo de dar disciplina à vida econômica e garantir a propriedade privada e ordem na sociedade.Baseava-se em um princípio bem prático “olho por olho e dente por dente”, este era o “princípio de Talião”, onde o castigo ou punição do criminoso deveria ser equivalente ao crime cometido.

Este código envolvia todos os aspectos da vida babilônica, como por exemplo: comércio, família, adultério, escravidão e outros. Mas as punições variavam de acordo com a posição social tanto da vítima quanto do infrator.

As contribuições de Hamurábi foram também no aspecto religioso. Ele fez uma reforma religiosa , transformando o deus Marduk de babilônia como o principal do império. É tanto que foi feito para ele um templo com um Zigurate de Babel. Fato até citado na Bíblia, como uma torre para poder alcançar os céus.

Mas depois da morte de Hamurábi, o império entrou em decadência. Desda vez por rebiliões internas junto com novas invasões dos hititas e casitas. Que utilizam os cavalos para fins militares. Eles dominaram a região por cerca de 500 anos.

 

O IMPÉRIO ASSÍRIO (1300 a.C.- 612 a.C.)

ASSÍRIA quer dizer : lugar de passagem, vem da palavra Assur, cidade do norte mesopotâmico.É o nome da principal divindade assíria.

A Assíria era utilizada como passagem natural entre a Ásia e o MediterrÂneo. Logo ela sofreu várias invasões.e por causa dessas invasões foi despertado no povo um espírito guerreiro. Aos poucos, foi edificado um forte estado militarizado, como cavalos e carros de guerra e armas de ferro. Armas que eram superiores aos povos vizinhos, facilitando a conquista deles. Os Assírios organizaram um dos primeiros exércitos permanentes da época. Além de terem uma avançada técnica militar, eles eram guerreiros cruéis.Vencer não era o suficiente:havia o massacre e a tortura dos povos vencidos. Como por exemplo: destruir e queimar cidades conquistadas, imobilizar os guerreiros conquistados, com o esfolamento vivo nas pedras, cortas as orelhas, órgãos genitais e narizes. Isto servia de intimidação sobre os povos conquistados.

A sociedade Assíria era composta por uma camada aristocrática- sacerdotal e militar, que sujeitava a massa camponesa, através de pagamento de tributos tanto em alimentação com em prestação de serviços gratuitos para o governo.

Com a expansão do território Assírio, a produção e os serviços públicos ficaram a cargo dos povos conquistados que foram reduzidos a escravos . enquanto que os artesões e os lavradores assírios entraram na maioria para o exército.

Nas conquistas militares houve alguns destaques : com Sargão II, os assírios conquistaram o reino de Israel . Com Tiglatfalasar, invadiram a cidade de Babilônia. Depois , no reinado de Senaqueribe e de Assurbanipal, eles chegaram no apogeu , conquistando territórios entre o Golfo Pérsico até o Egito. Com Senaqueribe, citado até mesmo na Bíblia , a capital foi Nínive, e com Assurbanipal , foram feitas as últimas grandes conquistas onde inclui o Egito. Este rei , além de ter um espírito guerreiro era apreciador da ciência e da literatura, tanto que criou uma grande biblioteca em Nínive.

Após a morte dele(631 a.C.) , o império enfraqueceu , isto porque os povos conquistados queriam ver- se livres do terror, provocando assim várias revoltas. Em 612 a.C., Nabopolassar, rei dos Caldeus ,junto com os Medos , destruíram Nínive e iniciaram o 2º império babilônico.

 

CALDEUS- 2º IMPÉRIO BABILÔNICO (612 a.C.- 539 a.C.)

Os caldeus ou neobabilônicos  eram de origem semita.quando derrotaram os assírios fizeram de Babilônia, a capital da Mesopotâmia, reconstruindo-a e fazendo dela a mais bela da antiguidade.

Este 2º império ocorreu mais de 1000 anos depois do 1º, com Hamurábi.

O rei mais destacado foi Nabucodonosor( 604 a.C.- 539 a.C), neste período, a cidade viveu seu apogeu. Este foi um brilhante construtor, foi responsável pela construção dos Jardins suspensos de Babilônia, considerado uma das sete maravilhadas do mundo antigo. As reforma dos templos, principalmente os dedicados a Marduk e as próprias muralhas da cidade que eram duplas, faziam de Babilônia a maior cidade murada da época.

No campo militar, lê expandiu o território por conquistar boa parte da Fenícia, Síria e Palestina,incluindo em 607 a.C. o reino de Judá. Este ficou conhecido como “ cativeiro de Babilônia”.

Mesmo com tanto esplendor e glória, esse reinado não durou muito. Após a morte de Nabucodonosor, a cidade foi conquistada. Em 539 a.C., o rei Persa Ciro, anexou Babilônia ao império Persa.

 

SOCIEDADE MESOPOTÂMICA

 A organização social sofreu variações com o passar dos séculos e de acordo com o povo dominante. Mas a divisão básica da sociedade foi:

  • CLASSE DOMINANTE: este era uma aristocracia de governantes, com sacerdotes e funcionários públicos ,militares e comerciantes que controlavam a economia, política e o saber. Isto incluía construções hidráulicas e civis.
  • CLASSE DOMINADA: estes eram os camponeses , artesãos e escravos, estes últimos, prisioneiros de guerra que eram usados em construções e serviços pesados.além de terem de trabalhar na produção de alimento e terem de dar o excedentes da produção aos governantes.

ECONOMIA

Nesta área destaca-se o artesanato, comércio e agropecuária. O artesanato e o comércio tiveram um grande desenvolvimento,principalmente com a troca de produtos agrícolas e artesanais por matéria –prima com as regiões vizinhas, através das caravanas que iam da Arábia à Índia. E pelo mar através do Golfo Pérsico, com navios fenícios.através disso , as cidades tornaram-se importantes pólos comerciais.

Na agricultura,cultivava-se cevada, trigo e tâmara, sendo irrigados nas cheias dos rios Tigres e Eufrates.Na pecuária, os animais eram usados na agricultura para arar a terra.

 

CULTURA

Os sumérios influenciaram na escrita cuneiforme. Havia muitos deuses, magia e astrologia, destacaram –se também na arquitetura e na literatura.

Na religião, eles eram politeístas . os deuses representavam fenômenos da natureza, 3000 deuses.

 

ARQUITETURA

Destacavam- se templo e palácios. Usavam arcos , esculturas e pinturas.

 

LITERATURA

A obra mais importante é a “EPOPÉIA DE GILGAMESH”, contava as aventuras de um herói, o rei Uruk. No campo do Direito o “ código de Hamurábi” é o exemplo principal.

Fonte: http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/adrienearaujo/historia003.asp

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.