Home Tutoriais Desenvolvimento Instalação de MySQL em Windows


Um dos pontos mais fortes das páginas em PHP é a possibilidade de usar bases de dados mediante funções de destacada simplicidade e potência. Estas bases de dados podem servir ao nosso site para armazenar conteúdos de uma forma sistemática que nos permita classificá-los, procurá-los e editá-los rápida e facilmente.

Uma base de dados é um conjunto de tabelas nas quais armazenamos diferentes registos (artigos de uma loja virtual, provedores ou clientes de uma empresa, filmes em exibição de um cinema…). Estes registos são catalogados numa função de diferentes parâmetros que os caracterizam e que tem uma utilidade a hora de classifica-los. Assim, por exemplo, os artigos de uma loja virtual poderiam catalogar-se a partir de diferentes campos como pode ser o número de referência, nome do artigo, descrição, preço, provedor…

A base de dados mais difundida com o sistema UNIX-Apache é sem duvida MySQL. Tal e como acontece com o Apache, está disponível uma versão para Windows e pode ser obtida gratuitamente.

Pô-lo a funcionar não tem muita dificuldade. Uma vez instalado o programa podemos executar as nossas ordens em modo MS-DOS. Para isso, abrimos uma janela MS-DOS e colocamo-nos no directório bin de mysql. Neste directório encontram-se os ficheiros executáveis. Aqui teremos de encontrar um ficheiro chamado mysqld. No caso da versão mais actual durante a redacção deste artigo, este ficheiro chama-se mysqld-shareware. Uma vez executado este ficheiro podemos executar o seguinte: mysql

Uma vez chegados a este ponto veremos como uma mensagem de bem-vinda aparece no nosso ecrã. Neste momento encontramo-nos dentro da base de dados. A partir de ai podemos realizar todo tipo de operações por comandos SQL.

Não vamos entrar numa explicação pormenorizada do funcionamento dessa base de dados pois isso dava-nos para um manual inteiro. Como resumo, aqui propomos as operações mais básicas:

Instrucción Descripción
Show databases; Mostra o conjunto da base de dados presente no servidor
Use nome_da_base Determina a base de dados sobre a qual vamos trabalhar
Create Database nome_da_base; Cria uma nova bd com o nome especificado
Drop Database nome_da_base; Elimina a base de dados com o nome especificado
Show tables; Mostra as tabelas presentes na base de dados actual
Describe nome_da_tabela; Descreve os campos que compõem a tabela
Drop Table nome_da_tabela; Apaga a tabela da base de dados
Load Data Local Infile “ficheiro.txt” Into Table nome_da_tabela; Cria os registos da tabela a partir de um ficheiro de texto no qual separamos por tabulações todos os campos de um mesmo registro
Quit Sair de MySQL

Para evitarmos ter de editar as nossas tabelas directamente sobre os ficheiros de texto, pode ser muito prático usar qualquer outra base de dados com um editor e exportar a seguir a tabela num ficheiro de texto configurado para deixar tabulações entre cada campo. Isto é possível em Access, por exemplo, clicando com o botão direito sobre a tabela que queremos converter e escolhendo a opção exportar. Uma janela de dialogo aparecerá na qual escolheremos guardar o ficheiro em tipo texto. O passo seguinte será escolher um formato delimitado por tabulações sem qualificador de texto.

Outra possibilidade que pode ser muito prática e que nos evita trabalhar continuamente com comandos do estilo aos do tempo da carochinha é servir-se de programas em PHP ou Perl já existentes e que se podem obter na rede. O mais popular sem duvida é o phpMyAdmin. Estes tipos de scripts são executados desde um navegador e podem, por tanto, albergados no nosso servidor ou empregues em local para, a partir deles, administrar MySQL de uma forma menos difícil.

Do mesmo modo, dentro do directório bin de MySQL, podemos encontrar uma pequena aplicação chamada MySqlManager. Trata-se de uma interfaz windows, mais agradável a vista e ao uso do que a que obtemos executando o ficheiro mysql. Neste caso, as sentenças SQL devem realizar-se sem o ponto e vírgula final.

Fonte: http://www.criarweb.com/artigos/76.php

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.