Home Tutoriais Redes IPv6 – 6PE e 6VPE


Roteamento através de MPLS tem sido largamente utilizado nas redes dos grandes provedores de conectividade Internet. Entretanto, grande parte destes equipamentos já instalados não possuem suporte a IPv6. Dado o alto custo destes equipamentos, pode existir a necessidade de mantê-los em operação. No intuito de resolver este problema pode-se utilizar as técnicas apresentadas neste tópico.

As técnicas em questão são o 6PE e o 6VPE, definidas, respectivamente, nas RFCs 4798 e 4659, que permitem que redes IPv6 estabeleçam a comunicação por meio de um core MPLS IPv4, usando LSPs (Label Switch Paths). Sua implementação utiliza MBGP  (Multiprotocol BGP) sobre IPv4 para se trocar rotas IPv6 e necessita que os PEs (Rot. Borda) sejam Pilha Dupla. Através do MBGP os roteadores de borda recebem as rotas IPv6 mas aplicam MPLS IPv4 sobre os pacotes para realizar o roteamento. Quando o pacote chegar à rede IPv6 de destino, o cabeçalho MPLS é removido e o pacote é encaminhado normalmente através do IPv6.

A diferença entre o 6PE e o 6VPE é que no primeiro caso, os roteadores mantém apenas uma tabela global de roteamento, de forma que o 6PE é mais indicado para provimento de conectividade Internet. Já os roteadores 6VPE são capazes de manter várias tabelas de roteamento separadas logicamente, de forma que a técnica é apropriada para prover serviços de redes privadas (VPNs).

A seguir o diagrama que explica o funcionamento do 6PE.

img38

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.