Home Tutoriais Redes IPv6 – ISATAP


ISATAP (sigla para Intra-Site Automatic Tunnel Addressing Protocol) é uma técnica de tunelamento que liga dispositivos a roteadores. Sua utilização ocorre dentro das organizações, pois não há um serviço público de ISATAP. É possível utilizar a técnica quando a organização tem IPv6 na extremidade de sua rede, fornecido por seu provedor, mas sua infraestrutura interna, ou parte dela, não suporta o protocolo.

A figura abaixo demonstra o conceito do ISATAP.

img45

Figura 45: Topologia de rede ISATAP

Esta técnica, definida na RFC 5214, é baseada em túneis IPv6 criados automaticamente dentro da rede IPv4 e em endereços IPv6 associados aos clientes de acordo com o prefixo especificado no roteador ISATAP e no IPv4 do cliente. Para a criação destes túneis, são utilizadas as especificações da seção 3 da RFC 4213, que trata do tunelamento através do protocolo IPv4 tipo 41 ou 6in4.

Os endereços IPv4 dos clientes e roteadores são utilizados como parte dos endereços ISATAP, permitindo a um nó determinar facilmente os pontos de entrada e saída dos túneis IPv6, sem utilizar nenhum protocolo ou recurso auxiliar.

O formato do endereço ISATAP segue o seguinte padrão:

img46

Figura 46: Tradução de endereço IPv4 para IPv6 no ISATAP

  • Prefixo unicast : É qualquer prefixo unicast válido em IPv6, que pode ser link-local (FE80::/64) ou global. Normalmente utiliza-se uma rede /64 obtida a partir do prefixo global fornecido pelo provedor Internet para uso na rede.
  • ID IPv4 público ou privado: Se o endereço IPv4 for público, este campo deve ter o valor “200″. Se for privado (192.168.0.0/16, 172.16.0.0/12 e 10.0.0.0/8), o valor do campo será zero;
  • ID ISATAP: Sempre tem o valor 5EFE;
  • Endereço IPv4: É o IPv4 do cliente ou roteador em formato IPv4;

O ISATAP é suportado pela maior parte dos sistemas operacionais e roteadores e é de fácil implantação.

Fonte: http://ipv6.br/entenda/transicao/#tecnicas-isatap

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.