Home Tutoriais Desenvolvimento Melhorar o registro em buscadores


O princípio de uma página com êxito é sem dúvida, a qualidade e o interesse de seus conteúdos. Não obstante, a este êxito contribuem muitos outros fatores como o desenho e a divulgação.

Este último aspecto, a divulgação, tem como uma das suas principais chaves de desenvolvimento, o correto registro em motores de busca. Os motores se encarregam de chegados à página a registrar, percorrê-la de cima à baixo a partir dos links que nela figuram e desta forma armazenar os dados que interessam a ele: etiquetas meta, texto…

O problema com as páginas dinâmicas é que, em muitas ocasiões, os links apresentam URLs complexas pelas quais se estão passando variáveis e que são dificilmente digeríveis pelos motores. Resultado: a quantidade de páginas registradas pelo buscador se vê sensivelmente diminuída.

Para determinados sites, isto não é um verdadeiro problema, entretanto, para outros nos quais uma única visita interessada pode supor um benefício importante ou também sites de lojas virtuais que vendem artigos exóticos, o fato de não estar eficientemente registrado pode supor uma séria limitação. E de qualquer forma, todos nós gostaríamos que nossa página aparecesse bem situada em uma busca.

Este suposto problema de registro devido à utilização de páginas dinâmicas pode resultar, contrariamente, uma valiosa vantagem. O único que se deve fazer é evitar passar parâmetros por meio das URLs. Mas… Como?

Simplesmente, no lugar de propor links do tipo:

http://www.meusite.com/script.asp?variavel=valor

O que faremos é mostrar um link como este:

http://www.meusite.com/valor/

Além disso, criaremos um diretório chamado “valor” dentro do qual introduziremos que conterá atribuição do valor da variável e incluiremos o script principal como um arquivo anexo. O arquivo, o interior do diretório seria o seguinte:

<%
variavel=valor
%>
<!– #include file=”../script.asp” –>

Como exemplo podemos pensar numa loja virtual, sem ir muito longe nossa conhecida livraria virtual. Neste caso, poderíamos criar um diretório por título existente que poderia levar como nome a referência do livro. Dentro de cada diretório introduziríamos um arquivo do tipo anteriormente visto:

<%
id=referencia_do_livro
%>
<!– #include file=”../busca.asp” –>

No script de busca.asp poderíamos ademais introduzir umas etiquetas meta que fizessem chamadas ao banco de dados do qual poderíamos tirar informações específicas do livro em questão, por exemplo:

<META name=”description” content=”<%=RecordSet(“descripcion”)%>”>

Com isto, não somente permitimos que o buscador possa ter acesso às páginas de todos os artigos como também personalizamos as etiquetas meta de forma automática e permitimos assim posicionar nossa página de uma maneira eficiente frente a determinadas buscas de internautas interessados por uma obra em particular.

Por outro lado, a criação dos diretórios e do arquivo que contem a variável pode ser facilmente realizadas e coordenadas ao sistema intranet a partir do qual realizamos as atualizações de nosso banco de dados. Esta automatização poderia ser culminada com um procedimento que permitisse, em caso de eliminação de um livro de nosso banco de dados, modificar o arquivo que contem a variável por outro que encaminha à página de entrada de nosso site. Desta forma não só ganhamos visitantes por nosso catálogo atual como também conseguimos atraí-los por existências anteriores!

Como se pode ver, trabalhar com uma linguagem dinâmica para a criação de um site baseado na exploração de um banco de dados pode ser assombrosamente útil se for realizado de uma forma inteligente. Com só página e um script de automatização estamos dispostos a registrar em motores de buscas tantas URLs como registros tivermos em nosso banco, tudo isto de uma forma simples e eficaz. Ademais, este tipo de estratégia pode ser facilmente adotado por sites já existentes sem precisar mexer nada no código.

Fonte: http://www.criarweb.com/artigos/391.php

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.