Home Tutoriais Gerência de TI O papel de TIC ainda é tático-operacional


A lista de projetos dos 100 CIOs de destaque da lista da Computerworld em 2009, observa-se que 49% foram projetos destinados aos processos internos das empresas, 19% para projetos de infra-estrutura, 19% para projetos de compliance e 13% para desenvolvimento de novos negócios. Embora seja um cenário previsível para 2009, onde as empresas se preparam para enfrentar a crise econômica internacional, mostra que poucas empresas aproveitaram o potencial de inovação de TIC para desenvolver novos negócios e aumentar seu faturamento em tempos de crise.

Distribuição de Projetos dos CIOs da Computerworld em 2009
Figura 1. Distribuição de projetos dos 100 CIOs de destaque
da revista Computerworld Brasil em 2009.

O relatório da Computerworld mostra que 81% das empresas destinaram entre 0,5% a 3% do faturamento bruto para TIC, com 57% entre até 1,5%. Apenas 19% das empresas pesquisadas destinam mais de 4% do faturamento bruto para TIC.

Percentual de TIC sobre o faturamento bruto das empresas no Brasil em 2009
Figura 2. Percentual de TIC sobre o faturamento bruto das empresas
no Brasil em 2009

Um relatório liberado pelo Gartner Group em janeiro de 2010, mostra que houve uma queda de 8,1% nos orçamentos de TIC nas empresas no cenário internacional e que em 2010 haverá um crescimento de apenas 1,3%. Essa previsão mostra que os recursos de TIC ainda ficaram abaixo do período pré-crise. A pesquisa aponta que os investimentos das empresas serão para a melhoria de processos de negócios, redução de custos e aumento do uso de ferramentas de análise de informação. Na área de infra-estrutura, os investimentos serão em virtualização cloud computing e ferramentas de web 2.0.

Comparando os dois relatórios observamos que 2010 seguirá a tendência de 2009 no cenário internacional. No Brasil, com a previsão de aumento de mais de 6% do PIB e a entrada de capital externo espera-se um cenário mais otimista. Existe uma previsão que as empresas que adiaram o lançamento de ações públicas (IPO) façam em 2010. Isso criará um forte movimento em TIC para ações de compliance e busca de maior eficiência das empresas que precisarão mostra competência aos investidores.

Essas informações mostram que a TIC ainda se situa numa posição tático-operacional dentro das organizações na maioria das empresas. Praticamente, os orçamentos estão focados na manutenção da infra-estrutura existente e ações de melhorias pontuais de negócios.

Para romper esse cenário, os executivos de TIC devem impor uma forte liderança, intra-empreendedorismo, comprometimento e ter habilidade para gerenciar o capital humano.  A TIC deve ser gerenciada como uma empresa com métricas de desempenho de negócios e mostrar resultados de melhorias no negócio, tais como: captura e retenção de clientes, aumento nas margens de lucros dos produtos, redução de custos de logística, etc. Essas ações requerem uma estratégia sustentável e um planejamento detalhado focado no negócio da empresa.

Fonte: http://www.efagundes.com/artigos/O_papel_de_TIC_ainda_e_tatico_operacional.htm

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.