Home Matérias / Concurso Partes de uma letra


Dá-se o nome de letras (do latim littera) ao conjunto dos gráficos usados para representar uma linguagem. Seus equivalentes em tipografia e imprensa são tipo (do latim typus, do grego typos, modelo ou caractere gravado), que define aos signos que se empregam para a execução dos moldes tipográficos, e caractere (do grego charakter), resultado da impressão dos tipos.

 

Tipo de imprensa

Para poder definir com clareza e precisão uma letra se distinguem nela diferentes partes, cujos nomes são às vezes similares aos da anatomia humana, entre as que podemos destacar as seguintes:

Partes de uma letra

  • Altura das maiúsculas: altura das letras de caixa alta de uma fonte, tomada desde a linha de base até a parte superior do caractere.
  • Altura da x ou altura X: altura das letras de caixa baixa excluindo os ascendentes e os descendentes.
  • Anel ou ombro: haste curva fechada que encerra o branco interno em letras tais como na b, a p ou a o.
  • Haste: traço principal da letra que define sua forma essencial. Sem ela, a letra não existiria.
  • Haste ascendente: haste da letra que sobressai por cima da altura x, como na b, a d ou a k.
  • Haste descendente: haste da letra que fica por baixo da linha de base, como na p ou na g.
  • Haste montantes: hastes principais verticais ou oblíquas de uma letra, como a L, B, V ou A.
  • Haste ondulada ou espinha: traço principal da S ou da s.
  • Haste transversal ou barra: traço horizontal em letras como a A, a H, f ou a t.
  • Base: projeção que às vezes se vê na parte inferior da b ou na G.
  • Branco interno: espaço em branco contido dentro de um anel ou olhal.
  • Braço: parte terminal que se projeta horizontalmente ou para cima e que não está incluída dentro do caractere, como ocorre na E, a K, a T ou a L.
  • Caracol ou olhal: porção fechada da letra g que fica por baixo da linha de base. Se esse traço for aberto se chama simplesmente calda.
  • Letreiro: traço curvo ou poligonal de conjunção entre o haste e o remate.
  • Calda: haste oblíqua pingente de algumas letras, como na R ou a K.
  • Calda curva: haste curva que se apóia sobre a linha de base na R e a K, ou debaixo dela, na Q. Na R e na K se pode chamar simplesmente calda.
  • Corpo: altura da letra, correspondente em imprensa ao paralelepípedo metálico em que está montado o caractere.
  • Inclinação: ângulo do eixo imaginário sugerido pela modulação da espessura dos traço de uma letra. O eixo pode ser vertical ou com diversos graus de inclinação. Tem uma grande importância na determinação do estilo dos caracteres.
  • Linha de base: linha sobre a que se apóia a altura da x.
  • Orelha: pequeno traço terminal que às vezes se adiciona ao anel de algumas letras, como a g ou a o, ou ao haste de outras como a r.
  • Serif ou remate: traço terminal de um haste, braço ou cauda. É um ressalte ornamental que não é indispensável para a definição do caractere, havendo alfabetos que carecem deles (sans serif).
  • Vértice: ponto exterior de encontro entre dois traços, como na parte superior de uma A, ou M ou ao pé de uma M.

Estas são as partes fundamentais de uma letra. Seu conhecimento não é imprescindível para o uso comum de letras e fontes em desenho gráfico e web, porém sim que é importante distingui-las no caso de ter que criar umas famílias tipográficas especiais para um trabalho determinado, já que vão definir as características comuns que devem reunir as letras da mesma para manter um estilo próprio.

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.