Home Matérias / Concurso Português – Ortografia


ORTHOS – (correta) + GRAFIA (escrita) » escrita correta

A função da ortografia é o emprego correto das letras e dos sinais gráficos na língua escrita, ou seja, definir normas as quais as palavras devem ser escritas corretamente.

Nesse tutorial veremos o emprego das letras G, J, S e Z, pois com certeza causam dúvidas na hora de grafar corretamente as palavras que necessitam do uso delas.

 

EMPREGO DAS LETRAS G/J

Escrevemos com a letra G:

 I – Substantivos terminados em –agem, igem, -ugem.

Exemplos:

Garagem, aragem, viagem, vertigem, origem, ferrugem.

II – Os substantivos terminados em –ágio, -égio, -ígio, -ógio, -úgio.

Exemplos:

Contágio, egrégio, prodígio, relógio, refúgio.

III – Nomes derivados de outros grafados com G.

Exemplos:

Massagista (derivado de massagem), passageiro (derivado de passagem), mensageiro (derivado de mensagem).

IV – Outros substantivos grafados com G.

Exemplos:

Algema, apogeu, auge, estrangeiro, gengiva, gengivite, gesto, gestação, giz, gíria, megera, monge.

Escrevemos com a letra J:

I – Palavras derivadas de outras que terminadas em –ja.

Exemplos:

Cerejeira (derivado de cereja), lisonjear e flexões (derivado de lisonja), laranjada, laranjeira (derivado de laranja), lojista (derivado de loja).

II – Todas as formas dos verbos terminados em –jar ou –jear.

Arranjar – arranjei, arranjou, arranjamos.

Viajar – viajei, viajamos, viajem.

Gorjear – gorjeio, gorjeiam.

III – Palavras cognatas ou derivadas de outras que têm J.

Exemplos:

Jeito, ajeitar, desajeitado, projeto, projétil, nojo, nojento, nojeira, objetivo.

IV – Palavras de origem indígena ou africana:

Exemplos:

Canjica, jenipapo, jerimum, pajé.

V – Outras palavras grafadas com a letra J.

Exemplos:

Berinjela, sujeira, traje, ultraje, manjedoura, Jerônimo.

Na língua portuguesa existem letras que representam o fonema |s|:

C,Ç; SS; SC; SÇ; X; XC.

I – Palavras grafadas com C, Ç.

Exemplos:

Acetona, muçulmano, açúcar, paçoca, muriçoca, exceto, exceção, anoitecer, cimento, cidade, cidadão.

II – Palavras grafadas com SS.

Exemplo:

Acesso, acessório, carrossel, concessão, sessão, discussão, expressivo, massagem, massagista, profissional, profissão.

III – Palavras grafadas com SC, SÇ.

Exemplos:

Acrescentar, adolescente, adolescência, crescimento, decrescente, piscina, desço, cresço.

IV – Palavras grafadas com X

Exemplos:

Aproximação, máximo, próximo, trouxe, trouxeste, proximidade, extraordinário.

V – Palavras grafadas com XC.

Exemplos:

Exceção, exceto, excedente, excelente, excitado, excitação, excepcional, excepcionalmente, exceder.

Alguns homônimos:

Acento

Assento

Cesta

Sexta

Cismo

Sismo

Incipiente

Insipiente

Ruço

Russo

Paço

Passo

 

EMPREGO DA LETRA S (com som da letra Z)

Escrevemos com S ao invés de Z:

I – Adjetivos com sufixos –oso, -osa.

Exemplos:

Gostoso, graciosa, teimoso, misteriosa.

II – Adjetivos pátrios com os sufixos ÊS, ESA.

Exemplos:

Inglês, francês, japonês, holandesa, polonesa, japonesa, etc.

III – Substantivos  com os sufixos  -ese, -isa, -ose.

Exemplos:

Catequese, diocese, poetisa, sacerdotisa, metamorfose.

IV – Verbos derivados de palavras cujo radical termina em S.

Exemplos:

Analisar (derivado de análise), extasiar (derivado de êxtase).

V – As formas e derivados dos verbos pôr e querer.

Exemplos:

Pus, puseste, compusesse, quisemos, quiséssemos.

VI – Alguns nomes próprios.

Exemplos:

Baltasar, Isabel, Isaura, etc.

VII – Alguns substantivos e seus cognatos.

Exemplos:

Análise, através, usina, usineiro, tesoura, tesoureiro, raposa, querosene, frase, mesada, presídio, prisioneiro.

 

EMPREGO DA LETRA Z

I – Os derivados terminados em –zal, -zeiro, -zinho, -zinha.

Exemplos:

Cafezal, cafezinho, pezinho, vizinha, etc.

II – Palavras derivadas de outras cujo radical termina em Z.

Exemplos:

Cruzeiro (derivado de cruz), esvaziar (derivado de vazio).

III – Verbos terminados em –izar, e seus cognatos.

Exemplos:

Fertilizante, fertilizar, etc.

IV – Substantivos abstratos terminados em –eza, derivados de adjetivos que denotam qualidade física ou moral.

Exemplos:

Pobreza (de pobre), riqueza (de rico), limpeza (de limpo).

V – Algumas palavras, tais como:

Azeite, amizade, buzina, xadrez, prezado, vazamento.

 

SINTESE DO TUTORIAL

Escrevemos com a letra G:

I – Substantivos terminados em –agem, igem, -ugem.

II – Os substantivos terminados em –ágio, -égio, -ígio, -ógio, -úgio.

III – Nomes derivados de outros grafados com G.

IV – Outros substantivos grafados com G.

Escrevemos com a letra J:

I – Palavras derivadas de outras que terminadas em –ja.

II – Todas as formas dos verbos terminados em –jar ou –jear.

III – Palavras cognatas ou derivadas de outras que têm J.

IV – Palavras de origem indígena ou africana:

V – Outras palavras grafadas com a letra J.

Escrevemos com S ao invés de Z:

I – Adjetivos com sufixos –oso, -osa.

II – Adjetivos pátrios com os sufixos ÊS, ESA.

IV – Verbos derivados de palavras cujo radical termina em S.

V – As formas e derivados dos verbos pôr e querer.

EMPREGO DA LETRA Z

I – Os derivados terminados em –zal, -zeiro, -zinho, -zinha.

II – Palavras derivadas de outras cujo radical termina em Z.

III – Verbos terminados em –izar, e seus cognatos.

IV – Substantivos abstratos terminados em –eza, derivados de adjetivos que denotam qualidade física ou moral.

Fonte: http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/josebferraz/ortografia001.asp

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.