Home Matérias / Concurso Português – Período composto II


COORDENAÇÃO

O período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas.

Chamamos oração coordenada por não exercer nenhuma função sintática em outra oração, daí ser chamada também oração independente.

Exemplo:

Você trouxe o bolo, mas eu não o comi.

Verbo                                                 verbo

O pedreiro chegou e começou o serviço.

As orações coordenadas podem ou não conter a presença de conjunções. Dependendo desta condição podemos classificar as orações coordenadas como:

 

ASSINDÉTICAS

Chamamos orações coordenadas assindéticas aquelas que não possuem conjunção.

 

SINDÉTICAS

As orações coordenadas sindéticas são aquelas que possuem conjunção.

 

ORAÇÕES COORDENADAS ASSINDÉTICAS

Coordenam-se umas às outras sem a presença de conectivo, conjunção.

Exemplo:

Amanheceu, acordei, admirei os primeiros raios solares.

O computador era potente, tinha velocidade, não possuía proteção.

 

ORAÇÕES COORDENADAS SINDÉTICAS

Coordenam-se umas às outras por meio de conectivo, conjunção.

Exemplo:

Olhei e comprei o presente.

Correu demais, por isso caiu.

 

CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES COORDENADAS SINDÉTICAS

As orações coordenadas sindéticas são classificadas de acordo com as conjunções que as unem. Podem ser:

ADITIVAS

ADVERSATIVAS

ALTERNATIVAS

EXPLICATIVAS

CONCLUSIVAS

 

ORAÇÕES COORDENADAS SINDÉTICAS ADITIVAS

Expressam ideia de soma, adição. Conjunções: e, nem (e não), mas também, como também.

Exemplo:

Ele não só conhecia a cidade, mas também os melhores pontos turísticos.

Não só estudava como também ensinava.

Telefonou e comunicou sua decisão ao chefe.

 

ORAÇÕES COORDENADAS SINDÉTICAS ADVERSATIVAS

Expressam idéias contrárias à outra oração. Conjunções: mas, porém, todavia, contudo, no entanto, entretanto.

Exemplo:

A população fez várias passeatas, mas não conseguiu bons resultados.

Viajou para Londres, contudo não esquecia Recife.

O problema era facilmente resolvido, entretanto poucos conseguiram resolvê-lo.

 

ORAÇÕES COORDENADAS SINDÉTICAS ALTERNATIVAS

Expressam ideia de exclusão, alternância. Conjunções: ou… ou, ora… ora, já… já, quer… quer.

Ora estudava matemática, ora estudava português.

Procure chegar cedo ou não conseguirá a vaga.

 

ORAÇÕES COORDENADAS SINDÉTICAS EXPLICATIVAS

Expressa uma justificativa, explicação, contida na outra oração coordenada. Conjunções: pois (anteposta ao verbo), porque, que visto que.

Exemplo:

Recife está intransitável, pois é repleta de buracos em suas ruas.

Não vou sair à noite, porque vou fazer uma prova importante amanhã.

 

ORAÇÕES COORDENADAS SINDÉTICAS CONCLUSIVAS

Expressa uma ideia de conclusão do fato contido na oração anterior. Conjunções: logo, portanto, pois (colocada após o verbo), assim, por isso.

Exemplos:

Conseguimos bater a meta, portanto podemos comemorar o nosso sucesso.

Acreditamos na igualdade entre os povos; por isso devemos lutar por uma distribuição de renda melhor.

 

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

1. Relacione as orações coordenadas por meio de conjunções:

a) Ouviu-se o som da bateria. Os primeiros foliões surgiram.

b) Não durma sem cobertor. A noite está fria.

c) Quero desculpar-me. Não consigo encontrá-los.

Respostas:

Ouviu-se o som da bateria e os primeiros foliões surgiram.

Não durma sem cobertor, pois a noite está fria.

Quero desculpar-me, mais consigo encontrá-los.

 

2. (PUC-SP) – Em: “… ouviam-se amplos bocejos, fortes como o marulhar das ondas…” a partícula como expressa uma idéia de:

a) causa

b) explicação

c) conclusão

d) proporção

e) comparação

 Resposta: E

A conjunção como exercer a função comparativa. Os amplos bocejos ouvidos são comparados à força do marulhar das ondas.

 

POLISSEMIA CONJUNTIVA E A ORAÇÃO COORDENADA

Conjunção pois: pode caracterizar as seguintes orações:
CONCLUSIVA » não inicia a oração, aparece entre vírgulas ou separada da oração por uma vírgula.

Exemplo:

Henrique está louco; devemos, pois, interditá-lo.

 

EXPLICATIVA » inicia a oração e pode ser substituída pelas conjunções explicativas porque eque.

A conjunção e pode assumir valor adversativo.

Exemplo:

Convidei vários amigos e nenhum veio ao jantar.

(Convidei vários amigos mas nenhum veio ao jantar).

 

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS

3. (FUVEST – SP) – “Entrando na faculdade, procurarei emprego”, oração sublinhada pode indicar uma idéia de:

a) concessão

b) oposição

c) condição

d) lugar

e) conseqüência

 Resposta: C

A condição necessária para procurar emprego é entrar na faculdade.

 

4. (Univ. Fed. Santa Maria – RS) – Assinale a seqüência de conjunções que estabelecem, entre as orações de cada item, uma correta relação de sentido.

1. Correu demais, … caiu.

2. Dormiu mal, … os sonhos não o deixaram em paz.

3. A matéria perece, … a alma é imortal.

4. Leu o livro, … é capaz de descrever as personagens com detalhes.

5. Guarde seus pertences, … podem servir mais tarde.

a) porque, todavia, portanto, logo, entretanto

b) por isso, porque, mas, portanto, que

c) logo, porém, pois, porque, mas

d) porém, pois, logo, todavia, porque

e) entretanto, que, porque, pois, portanto

 Resposta: B

Por isso – conjunção conclusiva.

Porque – conjunção explicativa.

Mas – conjunção adversativa.

Portanto – conjunção conclusiva.

Que – conjunção explicativa.

 

5. Reúna as três orações em um período composto por coordenação, usando conjunções adequadas.

Os dias já eram quentes.

A água do mar ainda estava fria.

As praias permaneciam desertas.

Os dias já eram quentes, mas a água do mar ainda estava fria, por isso as praias permaneciam desertas.

 

SÍNTESE DO TUTORIAL

O período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas.

 

ASSINDÉTICAS

Chamamos orações coordenadas assindéticas aquelas que não possuem conjunção.

 

SINDÉTICAS

As orações coordenadas sindéticas são aquelas que possuem conjunção.

As orações coordenadas sindéticas são classificadas de acordo com as conjunções que as unem. Podem ser:

ADITIVAS

ADVERSATIVAS

ALTERNATIVAS

EXPLICATIVAS

CONCLUSIVAS

ADITIVAS » Expressam ideia de soma, adição. Conjunções: e, nem (e não), mas também, como também.

ADVERSATIVAS » Expressam idéias contrárias à outra oração. Conjunções: mas, porém, todavia, contudo, no entanto, entretanto.

ALTERNATIVAS » Expressam ideia de exclusão, alternância. Conjunções: ou… ou, ora… ora, já… já, quer… quer.

EXPLICATIVAS » Expressam uma justificativa, explicação, contida na outra oração coordenada. Conjunções: pois (anteposta ao verbo), porque, que visto que.

CONCLUSIVAS » Expressam uma ideia de conclusão do fato contido na oração anterior. Conjunções: logo, portanto, pois (colocada após o verbo), assim, por isso.

Fonte: http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/josebferraz/periodocomposto003.asp

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.