Home Matérias / Concurso Português – Termos essenciais da oração


Chamamos de termos essenciais da oração aqueles compõem a estrutura básica da oração, ou seja, que são necessários para que a oração tenha significado. São eles: sujeito e predicado.

Encontramos diversas definições do que vem a ser sujeito, tais como:

  • Sujeito é o elemento do qual se diz alguma coisa.
  • Sujeito é o ser que pratica ou recebe a ação que o verbo expressa.

Já sobre predicado podemos dizer que é aquilo que se diz sobre o sujeito.

No decorrer deste tutorial veremos a classificação e os tipos de sujeito e predicado.

 

SUJEITO

 NÚCLEO DO SUJEITO

É a palavra (substantivo ou pronome) que realmente indica a função sintática que está exercendo.

Exemplo: O computador travou novamente.

                      Núcleo

A lâmpada está queimada.

    Núcleo

 

TIPOS DE SUJEITO

O sujeito pode ser:

 

DETERMINADO

O sujeito é determinado quando é facilmente apontado na oração e subdivide-se em: simples e composto.

a) SIMPLES à quando possui um único núcleo.

Exemplo: o menino quebrou a janela.

                  Núcleo

Olga aprendeu a tocar violão.

Núcleo

 

b) COMPOSTO à apresenta dois ou mais núcleos.

Exemplo: Do Carmo e Dirceu cambaleavam pela rua.

                         Núcleo

Windows e o Linux disputam o mercado de informática.

            Núcleo

 

c) IMPLÍCITO à quando podemos identifica-lo através da desinência verbal.

Exemplo: (eu) Pintei algumas camisas.

(nós) Viajaremos para São Paulo.

 

INDETERMINADO

Quando não é possível determina-lo na oração.

O sujeito indeterminado apresenta-se de duas maneiras:

  1. verbo na 3ª pessoa do plural, sem a existência de outro elemento que exija essa flexão do verbo.
  2. verbo na 3ª pessoa do singular acompanhado do pronome SE.

Exemplo: Maria, falaram de você na festa.

Mandaram o pintor concluir o serviço.

Precisa-se de costureiras.

 

ORAÇÕES SEM SUJEITO

São orações constituídas apenas pelo predicado, pois a informação fornecida não se refere a nenhum sujeito. As principais são:

    1. verbos que exprimem fenômenos da natureza: chover, trovejar, nevar, anoitecer, amanhecer, etc.

 

Exemplo: Choveu muito hoje pela manhã.

Nevou bastante durante o inverno.

 

    1. o verbo haver no sentido de existir ou indicação de tempo transcorrido.

 

Exemplo: Houve sérios problemas na rede da empresa.

 vários anos não viajamos juntos.

 

    1. verbo fazer, ser e estar indicando tempo transcorrido ou tempo que indique fenômeno da natureza.

 

Exemplo: Faz duas semanas que não viajamos.

Está muito quente hoje.

Era noite quando ele chegou.

Observações:

    1. o verbo SER, impessoal, concorda com o predicativo, podendo aparecer na 3ª pessoa do plural.

 

Exemplo: São oito horas da manhã.

É uma hora da tarde.

 

    1. os verbos que indicam fenômenos da natureza, quando usados em sentido conotativo (figurado) deixam de ser impessoais.

 

Exemplo: Amanheci indisposto.

Choveram reclamações sobre as operadoras de telefonia.

 

    1. quando um pronome indefinido representa o sujeito ele deve ser classificado como determinado.

 

Exemplo: Alguém pegou a minha borracha.

Ninguém ligou hoje.

PREDICADO

 

O predicado é aquilo que se comenta sobre o sujeito. Para estuda-lo é necessário conhecer o verbo que forma o predicado. Quanto a predicação os verbos podem ser classificados como: intransitivos, transitivos e de ligação.

 

VERBO INTRANSITIVO

 

São verbos que não exigem complemento, pois têm sentido completo.

 

Exemplo: A menina caiu.

                                V.I

O computador quebrou.

                           V.I

 

VERBO TRANSITIVO

 

São verbos que exigem complemento e se dividem em: transitivo direto, transitivo indireto e transitivo direto e indireto.

 

TRANSITIVO DIRETO

 

Não exigem preposição, ligando-se diretamente ao seu complemento, chamado objeto direto.

 

Exemplo: As empresas tiveram prejuízos.

                                       VTD

Luíza comprou doce.

            VTD

 

TRANSITIVO INDIRETO

 

Exigem preposição, ligando-se indiretamente ao seu complemento, chamado de objeto indireto.

 

Exemplo: Gustavo gosta de chocolate.

                               VTI

Nós precisamos de melhores salários.

            VTI

 

TRANSITIVO DIRETO E INDIRETO

 

Exigem os dois complementos – objeto direto e objeto indireto – ao mesmo tempo.

 

Exemplo: Alan pediu um carro ao pai.

VTDI

Os alunos receberam elogios de seus professores.

VTDI

 

VERBOS DE LIGAÇÃO

 

São verbos que expressam estado ou mudança de estado e ligam o sujeito ao predicativo.

 

Exemplo: Os alunos permaneceram na sala.

                                        VL

O computador é antigo.

                      VL

 

O verbo de ligação pode expressar:

    1. estado permanente: expressa o que é habitual, o que não se modifica. Verbos SER e VIVER.

 

Exemplo: Anita é bonita.

 

    1. estado transitório: expressa o que é passageiro. Verbos ESTAR, ANDAR, ACHAR-SE, ENCONTRAR-SE.

 

Exemplo: Antônio anda preocupado.

A criança está doente.

 

    1. mudança de estado: revela transformação. Verbos FICAR, TORNAR-SE, ACABAR, CAIR, METER-SE.

 

Exemplo: A pintura ficou bonita

 

    1. continuação de estado: Verbos CONTINUAR, PERMANECER.

 

Exemplo: O computador permaneceu desligado.

José continua febril.

 

    1. estado aparente: VERBO PARECER.

 

Exemplo: A sobremesa parece saborosa.

TIPOS DE PREDICADO

 

Há três tipos de predicado: predicado nominal, predicado verbal e predicado verbo-nominal.

 

PREDICADO NOMINAL

 

Expressa o estado do sujeito. O verbo é de ligação.

 

Exemplo: O dia continua quente.

                           PREDICADO

Todos permaneciam apreensivos.

                  PREDICADO

 

Observação: o núcleo do predicado nominal é chamado predicativo do sujeito, pois atribui qualidade ou condição.

 

PREDICADO VERBAL

 

Expressa a ação praticada ou recebida pelo sujeito.

 

Exemplo: Os professores receberam o prêmio.

                                             PREDICADO

 

Observação: o núcleo do predicado verbal é o verbo, pois sua mensagem principal é a ação praticada ou recebida pelo sujeito.

 

Exemplo: Os trabalhadores exigem melhores condições de trabalho.

                                                            PREDICADO

 

PREDICADO VERBO-NOMINAL

 

Informa a ação e o estado do sujeito.

 

Exemplo: Nós chegamos cansados.

                         AÇÃO    ESTADO

 

Cândida retornou feliz da viagem.

                AÇÃO      ESTADO

 

Observação: o predicado verbo-nominal é constituído de dois núcleos – um verbo e um nome – porque fornece duas informações: ação e estado.

 

Exemplo: O comprador saiu da loja estressado.

A criança dormia tranquila.

Fonte: http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/josebferraz/termosoracao001.asp

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.