NOTA: O Galaxy Express que foi enviado ao INFOlab é uma versão para desenvolvedores. Sua configuração é a citada ao lado na ficha técnica. No modelo para o consumidor final, o processador é um Snapdragon dual core de 1,2 GHz e a GPU é uma Adreno 305.

Avaliação de Airton Lopes / Além de equipar seu modelo intermediário com conexão 4G, a Samsung deu ao Galaxy Express uma bateria com capacidade de carga acima da média da categoria. Nos testes, o smartphone navegou em altíssima velocidade e obteve a autonomia recorde de bateria, de 16 horas e 27 minutos. Ele roda sem demora até mesmo os jogos mais pesados, mas a resolução da tela (480 por 800 pixels) deixa claro que não se trata de um modelo topo de linha.

Avaliação de Cauã Taborda / A família de aparelhos Galaxy, oriunda do topo de linha Galaxy S III, deve causar muitos debates entre vendedores e compradores. Se excluirmos da lista o Galaxy Note 2, são cinco aparelhos no total: Galaxy S III, Galaxy S III Mini, Galaxy Express, Galaxy Grand Duos e Galaxy S Duos. Todos partilham o mesmo princípio de design e, à primeira vista, a única diferença perceptível é o tamanho das telas. Há um Galaxy para quem precisa de dois chips e quer tela pequena, para quem quer muito desempenho, para quem não tem tanto para investir, e assim por diante. O Galaxy Express se posiciona entre o Galaxy S III e o Galaxy S III Mini. Sua principal vantagem em relação ao Mini é a conectividade 4G (LTE), presente somente no topo de linha da marca.

Além da conexão de alta velocidade, o Express traz um processador Snapdragon S4 Krait, com dois núcleos de 1,5 GHz e 1 GB de RAM. Isso faz com que ele rode todas as aplicações do universo Android sem problemas. Até games mais pesados funcionam sem engasgos e com as opções gráficas no máximo. A responsável por essa façanha é a GPU Adreno 225. A força do hardware também foi confirmada pelos softwares de benchmark. No Quadrant, o Express atingiu 4.279 contra 2.895 do S III Mini. No AnTuTu foram 10.628 pontos contra 6.716.

Com 4,5 polegadas e um corpo relativamente compacto, o Express não aparenta ser tão gigante quanto o Galaxy S III, mas satisfaz os ávidos por mais polegadas. A resolução de 480 por 800 pixels pode não soar tão atrativa como a dos smartphones Full HD, mas essa tela Super AMOLED oferece boa fidelidade nas cores e bom nível de brilho. No entanto, há uma predominância dos tons frios e uma leve saturação para tornar as imagens mais vivas, mas nada que gere desconforto.

Para quem gosta de curtir um filme no aparelho, o reprodutor multimídia leu arquivos MKV, Xvid, MPEG-4 e WMV9 com legendas no formato SRT, todos em 1.920 por 1.080 pixels (Full HD). Para jogar a imagem na TV é necessário conectar os aparelhos por DLNA (AllShare Play) ou com um adaptador MHL. Uma curiosidade é que há um bom realce nas legendas, o que facilita a leitura mesmo em cenas mais claras.

O Express vem recheado de aplicações encontradas em outros modelos da linha, como a família de apps “S”. O S Memo permite anotações rápidas, o S Voice é o recurso de comandos por voz (infelizmente só no idioma inglês) e o S Suggest faz uma extensa curadoria de aplicativos.

O aparelho também tem alguns truques escondidos. Um exemplo é o recurso S Cloud. Com ele você pode automatizar o backup de chamadas, SMS, MMS e papel de parede. Ele vai rodar sempre que conectado ao Wi-Fi em intervalos regulares de 24 horas. Ao apagar todos os dados do aparelho, você pode restaurar tudo com as informações da nuvem.  Ele também usa os sensores do aparelho para reconhecer oito tipos de gestos. Entre os mais úteis estão os gestos: “Toque duas vezes para subir”. Neste gesto, o aparelho reconhece dois tapas leves no topo e movimenta uma lista enorme de contatos até o início. O “Vire para silenciar/pausar”, que silencia uma ligação quando você vira o aparelho com a tela voltada para a mesa também é interessante.

Equipado com uma câmera traseira de 5 megapixels e uma frontal de 0,3 megapixels, o registro de imagens e vídeos no Galaxy Express é mediano. As fotos são gravadas com velocidade e com um conjunto básico de opções. A inovação fica por conta do recurso de reconhecimento de voz. Uma vez ativado, você pode falar as palavras em inglês Smile, Shoot, Capture e Cheese para tirar a foto. A gravação de vídeo em 720p não lida bem com movimento. Basta mover o aparelho e capturar algo mais veloz para perceber a queda na qualidade.

No teste de bateria em ligação, com o Wi-Fi e Bluetooth ativados, o Galaxy Express cravou o tempo de 17 horas e 27 minutos. Uma excelente marca para a categoria.

Fonte: http://info.abril.com.br/reviews/smartphones/samsung-galaxy-express.shtml

   
Similar articles