Home Tutoriais Marketing Digital SEO para front-end


No último final de semana estive no FrontIn Sampa, um evento voltado a front-ends, onde palestrei sobre SEO, oferecendo dicas específicas para os profissionais da área. Os slides da palestra você confere agora e os comentários sobre o conteúdo estão logo após os slides. Espero que gostem!

Na oportunidade, lancei 10 dicas principais, as quais qualquer profissional front-end deva conhecer, para assim melhorar os seus projetos profissionais e pessoais. Vamos lá?

Webmaster Tools

O Google Webmaster Tools é uma plataforma do Google criada para ajudar os webmasters a encontrarem erros e problemas em seus sites. Já o Bing, que é da Microsoft, também possui a sua plataforma de ajuda a webmasters.

Títulos

Ainda que pareça uma dica muito básica, é fundamental relembrar que os títulos das páginas devam ser descritivos e que eles existam. Tanto o Webmaster Tools do Google, quanto do Bing, lhe ajudam na tarefa de identificar títulos ruins ou páginas sem títulos.

Imagens

É importante você saber que o Google, assim como nós humanos, adora imagens! Como profissional da área, lembre-se de que suas imagens devam ter nomes amigáveis, possuir sempre o atributo ALT e sejam sempre incluídas com contexto.

URLs

Para URLs, o que vale lembrar é que o Google as usa para entender sobre o que se trata um documento na Internet. Por conta disto, quanto mais amigável é a sua URL, melhor as suas chances de aparecer bem posicionado nos resultados de busca. Este guia que temos aqui na MestreSEO trata sobre todos os aspectos de otimização de URLs para SEO.

Tempo de Carregamento

Desde 2010 o Google adicionou o tempo de carregamento de uma página como fator de rankeamento e por isto devemos nos preocupar com o que fornecemos aos usuários. É extremamente recomendável que você compacte os seus arquivos CSS, Javascript e quando possível, habilite a compactação gZip do seu servidor. Tudo isto contribui para que o seu site carregue mais rapidamente.

Em outra frente, recomendamos o uso da ferramenta PageSpeed e WebPageTest para avaliarem o desempenho das suas páginas e, com as sugestões, você poderá melhorar diversos elementos presentes em cada página.

Rich Snippets

Em 2009 o Google anunciou suporte aos microdados para enriquecerem os resultados de busca. É altamente recomendado que todos os profissionais de front-end saibam quais os padrões adotados pelo Google assim como conhecerem a ferramenta oficial do Google para testes de rich snippets.

Rel Author

As famosas “carinhas” que aparecem no Google tem um grande sentido. Para o usuário, é uma identificação com o autor da matéria. Para o Google é uma atribuição de quem realmente escreveu aquela matéria. Tudo isto culmina em aumentos de até 30% neste tipo de resultado rico.

Sitemap.XML

Outro padrão adotado pelos mecanismos de busca é o chamado Sitemap.XML. Ele é um arquivo XML que contém uma listagem de todas, ou ao menos das principais, URLs do seu site.

AJAX

O Ajax é uma tecnologia sensacional que vem ajudando diversos sites serem mais interessantes aos usuários. Apesar disto, o Google tem sérios problemas em ler as requisições deste tipo de desenvolvimento. Aqui mesmo na MestreSEO temos um guia de como tornar o Ajax indexável ao Google e vale a pena você conferir mais detalhes.

Flash

A dica final é com relação ao Flash. Apesar de ser uma tecnologia sensacional, o Flash é uma “caixa preta” e o Google consegue extrair poucas informações deste tipo de arquivo. Utilize Flash onde realmente é necessário. Sempre que puder evite criar um site completo utilizando Flash pois o Google não irá extrair muito bem a informação.

Fonte: http://www.mestreseo.com.br/seo/seo-para-front-end

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.