Home Matérias / Concurso Geografia Cisco vai cortar 4 mil postos de trabalho mas poupa Sourcefire


A Cisco Systems anunciou hoje um “reequilíbrio” de seus negócios com a eliminação de 4 mil postos de trabalho, o que representa 5% de seus funcionários. A medida, no entanto, não vai atingir a recém adquirida empresa de segurança Sourcefire, atualmente com 650 funcionários.

A empresa escreveu em carta à gestão da Sourcefire que os cortes de pessoas anunciados na quarta-feira, 14/08, não vão afetar seus funcionários. A carta foi divulgada em documento entregue à Comissão de Valores Mobiliários (SEC – Securities and Exchange Commission). A Cisco concordou em comprar a Sourcefire em julho passado pelo valor de 2,7 bilhões de dólares e espera fechar o negócio até o final deste ano.

O comunicado sobre o “aperto de cinto” foi feito pela Cisco nesta quarta-feira durante a conference call com analistas para discutir os resultados do seu quarto trimestre fiscal. Segundo o CEO e Chairman da companhia, John Chambers, o movimento vai acelerar o processo de tomada de decisões e execução na Cisco, ajudar a manter o foco da companhia nos seus negócios-chave e lidar com as incertezas do crescimento econômico global.

A receita da Cisco no quarto-trimestre cresceu 6%, comparada com o ano anterior, atingindo 12,4 bilhões de dólares. O lucro também teve bom crescimento, de 18% sobre o ano anterior, fechando em 2,3 bilhões de dólares. Os ganhos por ação foram de 0,42 centavos, crescimento de 17%.

Mesmo assim os papéis da Cisco’s na bolsa Nasdaq caíram 7% hoje, baixando para 24,47 dólares por unidade nesta quinta-feira, depois que Chambers sinalizou previsão de crescimento entre 3% e 5% para o trimestre corrente, o que estaria abaixo da meta prometida por Chambers de crescer a receita da empresa a longo prazo entre 5% a 7% por trimestre. Chambers garante que a Cisco continua comprometida com a meta.

A compra da Sourcefire é considerada como peça importante nessa estratégia de renovar o foco a partir de uma lista reduzida de prioridades, que inclui segurança, infraestrutura de cloud e datacenter, software, serviços e vídeo. A Sourcefire oferece tecnologia open-source para identificação e prevenção de invasores que a Cisco quer incluir em sua arquitetura de segurança a ser entregue via redes.

Fonte: http://idgnow.uol.com.br/ti-corporativa/2013/08/15/cisco-vai-cortar-4-mil-postos-de-trabalho-mas-poupa-sourcefire/