Home TI News Kim Dotcom promete lançamento de "novo Megaupload" para 20 de janeiro de...


Kim Dotcom, fundador do serviço de armazenamento de arquivos Megaupload (fechado pelo FBI no início de 2012), anunciou no Twitter nesta sexta-feira (28) que fará uma coletiva de imprensa em sua mansão em Auckland (Nova Zelândia) no início de 2013. No evento, previsto para ser realizado no dia 20 de janeiro, ele vai apresentar o Mega, plataforma de armazenamento de dados diretamente na internet.

Em sua conta no Twitter, Dotcom comentou que, no lançamento, o Mega esteja traduzido para o maior número de línguas possíveis. Para isso, ele pediu que candidatos façam a tradução voluntária do programa.

O Mega.co.nz terá funcionamento parecido com o Megaupload: o usuário poderá armazenar arquivos nos servidores contratados pela companhia, mas desta vez a plataforma oferecerá como padrão a função de encriptação dos dados – as informações armazenadas serão codificadas. Dessa forma, se alguém tentar interceptar a transferência de dados, só conseguirá ver informações desconexas.

Foto 76 de 97 – Acusado de infringir direitos autorais, o cofundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload dá um show de exibicionismo nas redes sociais. Ele, que em abril voltou a ter permissão para usar a internet, usa o microblog Twitter e o serviço de fotos Instagram para mostrar na internet sua família, sua casa e seu estilo de vida excêntrico Reprodução/Instagram

Além disso, não será mais necessário um programa gerenciador para fazer o upload dos arquivos, como havia no Megaupload (fechado pelo FBI no início do ano). Não foi detalhado se o serviço terá propagandas ou se deverá ter planos especiais por maior espaço de armazenamento.

Dotcom, no Twitter, afirmou que a conferência de imprensa será como nenhuma outra . A mansão do empresário na Nova Zelândia é avaliada em US$ 30 milhões e conta com itens exóticos como a coleção dele de carros antigos, um tanque inflável e armas de fogo personalizadas.

O Megaupload, plataforma lançada por Kim Dotcom em 2005, foi “derrubado” pelo FBI sob a acusação de que o serviço promovia a pirataria em massa. Dotcom e seus sócios foram presos e, após um tempo, soltos. Atualmente, os Estados Unidos lutam para extraditá-lo para o país e ser julgado. No entanto, durante o processo foi descoberto que a polícia espionou ilegalmente o fundador do Megaupload. Este fato pode complicar consideravelmente o desejo do FBI em julgá-lo em solo americano.

Fonte: http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2012/12/28/kim-dotcom-promete-lancamento-de-novo-megaupload-para-20-de-janeiro-de-2013.htm

   

Leave a Reply

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.